quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Crimes chocantes cometidos por crianças

-->
Basta ligar a TV em algum noticiário que já vemos casos de assassinatos macabros, estupros e outras coisas que não acreditamos que pessoas tem coragem e estômago de fazer aos outros. É muito normal vermos pessoas sem coração cometendo crimes assim, podemos dizer que são pessoas adultas que fazem as coisas mais covardes. Acho que nunca ninguém poderia imaginar que alguma criança poderia fazer algum mal a outra pessoa, aqui vamos ver que não é bem assim.

Os dois foram condenados pelo assassinato do menino de três anos.
Ambos foram colocados em liberdade condicional em 2001 e ganharam novas identidades, além de mudarem de endereço. Mas, em 2010, Jon Venables voltou a ser notícia ao ser novamente condenado por possuir material de pornografia infantil


O caso de Cristian Fernandez tem causado polêmica nos Estados Unidos, pois o jovem de 13 anos está sendo julgado como adulto por ter matado por espancamento seu meio-irmão de dois anos, além de ter estuprado um outro meio-irmão, de cinco. Como explicar que uma criança de 12 anos tenha feito isso?

O menino Eric Smith foi acusado de matar Derrick Robie, uma criança de quatro anos que foi estrangulada, abusada com um bastão e teve pedras atiradas contra sua cabeça. Durante interrogatório, Smith simplesmente não deu nenhuma resposta esclarecedora e foi diagnosticado por um psiquiatra com transtorno explosivo intermitente, quando uma pessoa é incapaz de controlar sua raiva. O jovem foi detido e teve liberdade condicional negada diversas vezes.

George Stinney ainda era um menor de idade quando, aos 14 anos, assassinou as meninas Betty Binnicker e Maria Emma Thames, de 11 e 8 anos, respectivamente. Mas o garoto foi julgado como um adulto, marcando aquela que seria a pessoa mais jovem a ser legalmente executada nos Estados Unidos durante o século passado.
Em 1944, as meninas foram golpeadas com uma barra de ferro e tiveram fraturas graves no crânio. Os corpos foram encontrados em um buraco repleto de lama. George confessou que queria fazer sexo com Betty na ocasião



Jordan Brown tinha apenas 11 anos quando pegou uma espingarda calibre 20 e a apontou para a cabeça de sua madrasta, que estava dormindo e grávida de oito meses, matando ela e o bebê. Mais assustador ainda foi o comportamento do menino, que se limitou a guardar a arma e seguir para a escola, como se fosse um dia normal.

O assassinato de duas crianças chamou a atenção da cidade de Kobe, no Japão, em 1997. Ayaka Yamashita, de dez anos, foi encontrada morta e, de acordo com a polícia, foi atacada com uma barra de ferro.
Passados alguns dias, Jun Hase, de 11 anos, desapareceu, e sua cabeça foi encontrada três dias depois. Dentro de sua boca, foi encontrado um bilhete com mensagens desafiando a polícia e contando como era excitante ver pessoas morrendo. Sua assinatura: Sakakibara Seito, um codinome.


O caso de Mary Flora Bell é um dos mais conhecidos. Ela foi condenada aos 11 anos pela morte de dois meninos: Brian Howe, de três anos, e Martin Brown, de quatro.
O primeiro crime aconteceu em maio de 1968, quando a garota asfixiou e jogou o corpo de Martin Brown do segundo andar de uma casa abandonada. Apenas dois meses depois, Brian Howe caiu em uma armadilha de Mary Bell em um local onde crianças costumavam brincar, próximo a uma linha ferroviária. O menino foi estrangulado e teve as coxas e os genitais perfurados, além da letra M marcada na barriga.



Graham Young tinha interesse por química quando criança. Algo normal e até mesmo motivo de orgulho para qualquer pai, que poderia ver ali um bom futuro para o filho. O que o menino mais gostava era estudar venenos de animais e seus efeitos.
Mas aos 14 anos, em 1961, ele começou a fazer experiências sórdidas.
Sua ação começou logo com a própria família, envenenando o pai, a irmã, a madrasta e mãe dela. Young foi preso após um professor suspeitar dele e chamar a polícia.
Curta nossa FanPage e acompanhe nossas postagens pelo Facebook.
Compartilhar no Facebook
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário